Dê-me um quadro negro. Pode ser uma tela escura.
E eu te dou o universo com alguns pedaços de giz!
A distância do voo não terá limite, não terá altura.
Todos saberão o quanto é simples e irrestrito ser feliz.

Dê-me livros e o sentido deles existirem, florescerão.
O acesso a cada página de história, ou conhecimento,
Não deve depender só dos profissionais da educação
Ou mesmo daquele em que a venda garante o sustento.

Dê-me pessoas! Das mais variadas raças e religiões.
Todas em suas individualidades e diferentes canções
Sobre um mesmo tema elas irão cantar.

Ainda que o tema seja o mesmo e a letra diferente,
Saberão de uma maneira simples o que é ser gente
E de todo o tesouro em suas vidas que é estudar.

André Rocha
16/04/2012

Você gostou? Compartilhe:

Tags: , , ,