De várias retas e curvas se faz o escrito do poeta,
O qual para alguns se manifesta num dom seleto.
O que ao final então comentar da infinita e repleta,
Obra que consagrou Oscar um grande arquiteto?

Um lamento da ausência humana um tempo durará…
E depois, depois, os corações saudosos se acalmarão.
Restará, firme como o concreto que conseguiu suavizar,
Toda lembrança e herança da sua inconfundível criação.

Assim, com palavras, faço minha homenagem singela
Ao mestre Niemeyer e à criação de sua ilustre “filha”.
Quiçá a mais lembrada das obras e acho mais bela
A sua contribuição para criar a minha amada Brasília.

André Rocha
05/12/2012

Você gostou? Compartilhe: