Não espere de mim
Não apresse meus passos!
Não me decifre (impossível)
Fique sempre alerta,
Pois dou sinais.
Às vezes sutis
Às vezes até em gritos!
Alternadamente:
Sou quem você mais ama!
Ou sou quem você mais odeia!
Sou Hitler e a Madre Tereza!
Alternadamente:
Confidente compulsivo!
Ou fechado como ostra!
Sei o que gosto ou não
Sei onde vou até me perder…
Sem a piedade de quem me odeia
(a auto piedade é dada a quem odeia)
Alternadamente:
Doce como o mais lindo sonho!
Ou amargo como o pior pesadelo!
A chuva pode ser linda na seca
Mas um pesadelo onde for demais!
Sentido nenhum faz estar só
Mas, tem horas que é excelente!
Não espere de mim
Não apresse meus passos!
Alternadamente:
Estou feliz!
Ou estou muito triste!
Sou uma antítese natural
Minha natureza me fez assim
Ora amável, ora repulsivo
Alternadamente:
Sou amor!
Ou sou ódio!
Sempre:
Humano!
André Rocha
(reflexivos dias do verão/2020)

Você gostou? Compartilhe:

Tags: , , , , ,