Poesias

André Rocha em 13/01/20

Não espere de mim Não apresse meus passos! Não me decifre (impossível) Fique sempre alerta, Pois dou sinais. Às vezes sutis Às vezes até em gritos! Alternadamente: Sou quem você mais ama! Ou sou quem você mais odeia! Sou Hitler e a Madre Tereza! Alternadamente: Confidente compulsivo! Ou fechado como ostra! Sei o que gosto […]

Continue lendo sobreSOU ANTÍTESE

André Rocha em 06/10/18

Você tem o direito ao absurdo! Tem o direito de querer ser feliz. Tem o direito de se fazer surdo, O direito de possuir o que quis. O direito de escolher o que quer Também até não querer escolher De gostar de homem ou mulher E até mesmo do óbvio não ver. “És tudo da […]

Continue lendo sobreDEMOCRACIA

André Rocha em 27/07/18

Quem dera se toda pedra no sapato Fosse de tamanho igual em todo mundo Se faria justa toda a dor num segundo E das letras não me tornaria um ingrato. Réguas, diapasões, bússolas e corações… Medem, afinam, orientam e torturam… Todos os dedicados que tanto juram Se manter presos à regras e convenções. Desde que […]

Continue lendo sobreFORA DE ESQUADRO

André Rocha em 03/12/17

Em um sentido único e determinado, Nós somos compelidos a caminhar. Sob reflexo de heranças do passado Julgamos o que aprendemos a julgar.   De modo que um passo não é dado, Sem a jurisprudência então consultar. Se é um direito do réu ficar calado, A sua versão ninguém irá escutar.   Fica o cidadão […]

Continue lendo sobreINJUSTA JUSTIÇA

André Rocha em 20/08/17

O epicentro das dores que se faz meu coração, Se nas pernas tremores Enlouquecida está a mão. No sismógrafo, os amores E na cabeça, confusão. As cartas dos navegadores Só os levam a solidão.   André Rocha Inverno 2017 Você gostou? Compartilhe:Tweet

Continue lendo sobrePOEMINHA GEOGRÁFICO