Quantas vezes temos dúvidas sobre a vida
E muitas vezes sequer alguém para explicar
Tantas vezes se apresenta a mesma ferida
E tão diferentes são os remédios para curar.

Volta e meia temos que decidir o que fazer
E nos exigem constantes respostas para tudo
Sem importar qual o rumo, mesmo sem entender,
Daí tomamos como certo, até mesmo o absurdo.

Aprender a viver bem ainda é algo complicado
Mas então, como fazer sem pelo menos tentar?
Melhor mesmo é fazer! Mesmo certo ou errado,
Tentando, o melhor caminho irá se apresentar.

Assim, por mais que se passe por um caminho
Sem olhar para o chão, não existirá lembrança
E mesmo andando acompanhado ou mesmo sozinho
A tal incerteza será a mesma da nossa infância.

Resumindo esta loucura: caminhe, revolte, ame,
Distraia, ria, descanse, faça tudo que quiser.
Chegará um momento em que achará tudo infame,
Mas se revoltará se a chance de fazer não tiver.

André Rocha
Primavera 2011

Você gostou? Compartilhe:

Tags: